Mesmo na série B do Campeonato Brasileiro, o Grêmio conta com alto poder de investimento. Com altas cifras de arrecedação e com grandes conquistas nos últimos anos, o tricolor passa por momento de grande reformulação, mesmo que tendo em seu elenco jogadores renomados no país.

O tricolor entrou para o grupo dos grandes investidores e compradores do futebol brasileiro após a ida de Ronaldinho Gaúcho ao PSG. Recentemente, a contratação de Douglas Costa causou grande impacto na mídia nacional e internacional.

E, se você quer ficar por dentro da história de um dos maiores times do futebol brasileiro e sul-americano, fique tranquilo. Elencaremos abaixo quem foram as 10 contratações mais caras da história do tricolor gaúcho. Confira.

Veja as 10 contratações mais caras da história do Grêmio

10º - Gabriel Amato (R$7,2 milhões)

Gabriel Amato foi contratado pelo Grêmio em janeiro de 2000, após bom desempenho pelo Rangers, da Escócia. Pelo tricolor, foram 26 jogos e apenas 9 gols marcados e foi uma grande decepção na época, principalmente pela expectativa na sua chegada. Após 8 meses, foi vendido para o Bétis, da Espanha.

9º - Marcelinho Paraíba (R$7,8 milhões)

Peça importante nas conquistas do Campeonato Gaúcho e da Copa do Brasil de 2001, Marcelinho Paraíba está na história do Grêmio também pelo seu custo. Comprado do Olympique de Marseille, da França, por R$7,8 milhões, fez 26 jogos e marcou 13 gols. Em junho de 2021, foi vendido ao Herta Berlin, da Alemanha.

8º - Paulo Nunes (R$7,8 milhões)

Paulo Nunes é um dos maiores jogadores da história do Grêmio. Foi protagonista no título da Copa Libertadores da América de 1995 e do Campeonato Brasileiro de 1996, o ex-atacante chegou ao tricolor após negociação com o Palmeiras e que custou cerca de R$7,8 milhões para ter a sua 2ª passagem pelo clube, em 2000.

Entretanto, o desempenho foi muito abaixo do esperado. Em 2000, disputou apenas 18 partidas e marcou 3 gols. Na ocasião, foi extremamente criticado pela torcida gremista.

7º - Souza (R$8 milhões)

Com passagem discreta mas de grande qualidade técnica, Souza foi contratado pelo Grêmio em 2012 por empréstimo junto ao Porto, de Portugal. Em 2013, foi comprado pela quantia de R$8 milhões e foi titular até 2014, quando se transferiu para o São Paulo. Em troca, o zagueiro Rhodolfo chegou ao tricolor.

Souza disputou 114 partidas pelo Grêmio e marcou 4 gols.

6º - Marinho (R$9 milhões)

Primeiro grande investimento do clube após a conquista da Copa Libertadores da América de 2017, o atacante Marinho chegou ao Grêmio em 2018. Após excelente desempenho no Vitória, o jogador teve uma discreta passagem pelo Changchun Yatai, da China. Para repatriá-lo, o tricolor pagou cerca de R$9 milhões.

Alternando entre poucas oportunidades no time titular e o banco de reservas, Marinho foi negociado com o Santos em 2019. Em troca, o zagueiro David Braz se juntou ao time na época comandado por Renato Portaluppi. Foram 29 jogos e 5 gols marcados.

(Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)
(Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

5º - André (R$10 milhões)

Vice-artilheiro do Campeonato Brasileiro de 2017 pelo Sport. Foi assim que André chamou a atenção do Grêmio a ponto do tricolor pagar R$10 milhões por sua contratação. Já dentro de campo, o resultado foi diferente, principalmente pelo baixo número de gols marcados.

Depois de 75 jogos e 15 gols, em 2020 o jogador acertou sua rescisão de contrato com o Grêmio.

(Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)
(Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

4º - Marcelo Moreno (R$14 milhões)

Grande reforço do Grêmio no ano de 2012, Marcelo Moreno foi contratado junto ao Shakhtar Donetsk, da Ucrânia. O tricolor investiu cerca de R$14 milhões e ainda cedeu parte dos direitos econômicos de Douglas Costa, e teve retorno, mesmo que sem títulos de grande expressão.

No Brasileirão de 2012, foi o artilheiro do time que terminou o campeonato na 3ª posição. Depois disso, foi emprestado para Flamengo e Cruzeiro. Moreno disputou 67 jogos pelo clube e marcou 25 gols.

3º - Giuliano (R$15 milhões)

Giuliano foi o alvo de uma operação financeira feita pelo Grêmio no ano de 2014. O tricolor pagou R$15 milhões para tirá-lo do Dnipro, da Ucrânia, e foi um dos destaques da equipe até o ano de 2016, quando foi vendido para o Zenit, da Rússia.

Giuliano disputou 110 jogos, marcou 18 gols, mas não conquistou nenhum título.

(Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)
(Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

2º - Miller Bolaños (R$19,4 milhões)

Uma das principais joias do futebol sul-americano na época, o atacante equatoriano Miller Bolaños foi contratado pelo Grêmio em fevereiro de 2016. Para tirá-lo do Emelec, o tricolor pagou a quantia de R$19,4 milhões. Além da grande expectativa, Bolaños fez gol na sua estreia diante da LDU, pela Libertadores.

Seu desempenho não foi o esperado, e inclusive foi emprestado ao Tijuana, do México, no mesmo ano. Em 2017, teve bom desempenho no primeiro semestre, e depois foi vendido para o time mexicano por cerca de R$11 milhões. Foram 45 jogos e 15 gols marcados.

(Foto: Grêmio FBPA / Divulgação / Facebook)
(Foto: Grêmio FBPA / Divulgação / Facebook)

1º - Jaminton Campaz (R$21 milhões)

Mais recente dos grandes investimentos, o meia Campaz chegou ao Grêmio como a principal esperança na briga contra o rebaixamento. Contratado junto ao Tolima, da Colômbia, em agosto de 2021, por cerca de R$21 milhões, o jogador ainda não se afirmou no time, sendo colocado no banco de reservas em muitos momentos.

Até o momento, foram 44 jogos disputados, com 4 gols marcados e 2 assistências.

(Foto: Lucas Uebel / Grêmio)
(Foto: Lucas Uebel / Grêmio)